Copa Internacional de Mountain Bike

Imagem

 

Aconteceu neste fim de semana a Copa Internacional de Mountain Bike, em São João del-Rei, MG. Foram 860 inscritos, em 23 categorias, incluindo a sub 23 e elite, que contam pontos para as Olimpíadas do Rio, que acontece em 2016. A estimativa da organização é que o evento tenha movimentado pelo menos R$1 milhão, entre turismo, serviços e negócios. 

 

Imagem

Imagem

 

Fotos: Thiago Morandi

Cores da Semana Santa

Imagem
 
Na Quinta-Feira Santa (17) acontece no largo da Câmara, nas costas da Matriz de Nossa Senhora do Pilar, a cerimônia do Lava-Pés. O Bispo Diocesano Dom Célio de Oliveira Goulart lavou os pés de crianças (coroinhas), relembrando a última ceia de Jesus Cristo.
 
Imagem
 
Na Sexta-feira da paixão (18), durante todo o dia, pessoas confeccionam tapetes de rua na cidade. O maior e principal deles fica em frente da Igreja de São Francisco de Assis, é tradição os tapetes de rua, uma das características encontradas em São joão del-Rei é que além de serragem ele também é feito com a areia. Artistas fazem verdadeiras obras de arte para a Procissão do Enterro.
 

 

Oficio de Trevas

 Semana Santa 2014- Oficio de Trevas

Aconteceu na última quarta, 16 de abril,  na Matriz de Nossa Senhora do Pilar, o Oficio de Trevas. Essa cerimônia, da forma que é realizada, acontece somente em São João del-Rei há quase 300 anos. Um candelabro triangular com 15 velas simboliza a proximidade de Cristo com sua morte, a cada salmo rezado e cantado em latim pelos padres, coroinhas da Matriz e pela Orquestra Ribeiro Bastos, uma dessas velas é apagada, no fim da cerimônia,  as velas e luzes se apagam e os fiéis batem os pés no chão, somente uma vela fica acessa durante todo o tempo, é a da ponta do candelabro, que simboliza Jesus Cristo.

Outra característica são as musicas da cerimônia, compostas por Padre José Maria Xavier, há mais de 2 séculos, exclusivamente para o Oficio de Trevas.

Veja a galeria de fotos: https://flic.kr/s/aHsjXeXhH3 

Semana Santa 2014- Oficio de Trevas Semana Santa 2014- Oficio de Trevas

A Missa e o Palhaço

O Missa e o Palhaço

Durante uma semana a cidade de São João del-Rei recebeu jovens de nove países. No dia 20 de julho, aconteceu na Av. Tancredo Neves a missa campal de envio dos jovens para a Jornada Mundial da Juventude.

O Missa e o Palhaço

Porém um fato curioso chamou a atenção durante a cerimonia, ao meu lado estava um senhor de 52 anos, humilde e simples, vestido de palhaço, entre uma oração e outra ele vendia balões e alguns momentos até os distribuía para crianças.

O Missa e o Palhaço

O Missa e o Palhaço

Ele se chama Orlando de Oliveira Castilhos, nasceu em 1960, em Itapeva, estado de São Paulo, diz ter perdido toda a família em um incêndio, não soube precisar exatamente como nem onde foi. A oito anos deixou de ser borracheiro, e fugiu com um circo para se tornar palhaço, desde então ele vive como nômade passando de cidade em cidade.

Ele está em São João del-Rei a alguns dias, também não soube precisar a quantos. Atualmente Orlando está dormindo na rua, disse que ficará na cidade até a exposição agropecuária, que acontece em agosto.

O Missa e o Palhaço

O Palhaço vive da venda de seus balões, das latinhas que cata na rua, e se alimenta de pequenas doações da população. Mesmo com a história triste da família e da vida solitária que leva o palhaço se diz ser uma pessoa muito feliz.

O Missa e o Palhaço

O Missa e o Palhaço

O Missa e o Palhaço

O Missa e o Palhaço

O Missa e o Palhaço

Mais melhorias, São João del-Rei sai nas ruas novamente!

Hoje foi mais um dia de protestos em São João del Rei, dessa vez os manifestantes cobram melhorias na saúde e transporte público de qualidade.

Image

Image

Image

São João del-Rei “Foi pra Rua!”

Protestos São João del-Rei- #ProtestoSJDR
Milhares de manifestações acontecem nos quatro cantos do Brasil e em alguns países que apoiam os protestos do país. Em São João del-Rei não foi diferente, assim como os principais manifestos, a organização surgiu através das redes sociais e na cidade histórica foi confirmada a participação de aproximadamente de 4 mil pessoas.  A policia militar, que acompanhou o tempo todo as manifestações, afirmou que compareceram aproximadamente 5 mil pessoas.

O protesto teve concentração na rua da prefeitura e da câmara municipal e terminou na rodoviária da cidade. Cartazes, rostos pintados, gritos de ordem, e, sobretudo, respeito ao patrimônio fizeram parte dos protestos.

Protestos São João del-Rei- #ProtestoSJDR

Um grupo de jovens formado principalmente por estudantes do curso de jornalismo da UFSJ decidiram contribuir no protesto através de uma cobertura colaborativa, em menos de 24 horas a pagina “ProtestoSJDR-Cobertura” criada pelo grupo obteve adesão da população, obtendo mais de 2 mil “curtis”.

Diego Meneses, criador da marca do grupo, disse que “o que me motivou foi esse sentimento de coisa errada que os nossos representantes nos fazem aturar por tanto tempo e agora estamos colocando isso pra fora.”

Protestos São João del-Rei- #ProtestoSJDR

Em poucas horas de protesto centenas de fotografias surgiram na rede e compartilhadas aos milhares, Paulo Filho, que é fotografo, afirma que registrar ações do tipo em São João del-Rei e uma forma de “mostrar que não só as capitais estão questionando algo. Nós moradores do interior também levantamos a bandeira da insatisfação com o governo!”

Fotos: Thiago Morandi

Um pouco do meu trabalho de hoje em destaque nas mídias.
TV Integração
, da qual orgulhosamente faço parte!

Jornal O Tempo

Ensaio Fotográfico: Divino

Muitos afirmam existir uma energia superior nos congados  além do religioso e o profano. Os grupos de congados surgiram no século XVII, em Minas Gerais, na forma de sincretismo, dessa forma, os escravos demostravam sua fé nos Deuses africanos, conhecidos como Orixás, venerando Santa Efigênia, São Benedito, Nossa Senhora do Rosário e outros.

Em São João del-Rei, acontece a Festa do Divino desde 1774, porem ela foi proibida em 1924, retornando somente em 1998, quando um grupo de pessoas, formaram a “Comissão do Divino”, resgatando a festa e inserindo a participação de grupos de congados. Antes da proibição da festa eram realizadas “cavalhadas”.

Nesse ensaio, denominado “Divino”, utilizo através das luzes e da longa exposição na captura das imagens, uma forma de representar a energia e fé transmitida através dos tambores, chocalhos, danças e diversas outras formas de manifestação religiosa e cultural.

As fotografias foram realizadas durante a procissão luminosa do Divino Espirito Santo, dia 19 de maio, nas ruas do bairro de Matosinhos, em São João del-Rei.

Fotos: Thiago Morandi/Alecrin Fotocinegrafia